fbpx

5 experiências de massagem na Ásia

5 experiências de massagem na Ásia

5 experiências de massagem na Ásia

Atualizado em 23 de dezembro de 2017

Sou completamente alucinada por massagem, até porque tenho muitas dores nas costas e as massagens me ajudam. Se fosse mais barato, certamente faria umas três por semana. Para minha felicidade, massagem é algo muito tradicional (e também muito barato na Ásia). Durante minha volta ao mundo, passei alguns meses na Ásia e aproveitei para testar todas as massagens que encontrei (e pude pagar pelo caminho).

1) Massagem tailandesa

Sei que a fama aqui no Brasil não é das melhores e até na Tailândia existem muitas casas que usam o nome “massagem” para atrair clientes para casas de prostituição, mas estou falando da verdadeira massagem tailandesa, que existe há mais de 2500 anos. Ela é um mix de yoga, alongamento e massagem. Esqueça aquele conceito de massagem relaxante. No final, parece que você ficou horas na academia, mas, ao mesmo tempo, parece que “tudo de ruim” saiu do corpo. A essência da massagem tailandesa é desbloquear os nós energéticos. Se você for em uma casa séria, o ritual da massagem pode levar até duas horas. Primeiro eles lavam seus pés, servem um chá, você troca de roupa, deita no chão (sim, a massagem é feita no chão) e depois toma outro chá para finalizar o processo. Considero uma experiência imperdível se você vai para a Tailândia. As massagens ficam na faixa de U$15 em casas bem conceituadas.

Essa fiz na beira da praia, então podia fazer de biquíni mesmo

Essa fiz na beira da praia, então podia fazer de biquíni mesmo

Ainda na Tailândia, muitos lugares oferecem apenas a foot massage, massagem dos pés. Normalmente duram menos tempo, são mais relaxantes e mais baratas (em torno de U$5).

2) Massagem cambojana

No Camboja, é possível encontrar foot massage em praticamente todos os lugares. Em Siem Reap, é possível encontrar 15 minutos de massagem nos pés por apenas U$1. Fiz todos os dias e foi divino, principalmente depois de bater perna pelos templos de Angkor Wat. Achei que a massagem cambojana nos pés era um pouco mais leve do que a tailandesa.

Também é comum a fish massage, o que considero ter sido uma das piores experiências da minha vida. Não dá nem para descrever a aflição dos peixes “mordendo” seu pé, mas dizem os cambojanos que é uma beleza para remover células mortas. A massagem tem boa aceitação, mas eu passo.

"Sem piranhas" haha

“Sem piranhas” haha

3) Massagem laosiana 

No Laos, a foot massage também prevalece. E como o país tem um ritmo próprio, as massagens também entram nessa onda. São bem tranquilas, relaxantes e baratas (por volta de U$5/uma hora).

4) Massagem indonésia

Foi a mais próxima que encontrei das massagens relaxantes que estamos acostumados no Brasil. Fiz algumas em Bali, mas destaco a com óleos corporais. Foi minha preferida. O preço? U$10 por uma hora de massagem.

5) Massagem chinesa

A massagem chinesa é uma das mais antigas do mundo. Em Chengdu, há muitos centros especializados. Foi lá que resolvi fazer algumas massagens. O preço ficava na faixa de U$6-10 por uma hora. Foi a mais intensa e dolorida de todas (e olha que sou bem resistente para a dor), porém foi a única que realmente conseguiu tirar os nós das minhas costas. Recomendo para os fortes.