fbpx

Sobre volta ao mundo e ano sabático | Preciso Viajar

Sobre volta ao mundo e ano sabático

Sobre volta ao mundo e ano sabático

Atualizado em 23 de dezembro de 2017

Minha viagem de volta ao mundo

Era uma vez…numa terra dita tropical,  uma menina nascida no mês de fevereiro. Considerada diferente por alguns, pra frentex por outros e louca por muitos, ela nunca sossegava. Quando todo mundo queria ir para a Disney, ela queria ir para Nova York. E quando todo mundo queria ir para Nova York, ela queria ir para Sydney. E ela viajou para lugares muito, mas muito distantes…

Bom, vamos parar com a lenga lenga porque isso aqui está longe de ser um conto de fadas. Não há nenhuma princesa envolvida, no máximo algumas bruxas e uns lobos maus e muita, mas muita aventura.

sabático

Japão

Na verdade, esse post está atrasado. Era para ter sido escrito em janeiro, um mês que costuma – de maneira geral –  não ser o melhor mês do ano para mim, afinal é o mês do meu inferno astral.

No entanto, em 2011 as coisas foram um pouco diferentes. Diria até que foi o melhor janeiro da minha vida. O janeiro que passou a dividi-la. O janeiro que definiu os outros janeiros, fevereiros e marços. O janeiro em que eu saí de férias, sem ter muita certeza de quando e se voltaria. O janeiro que abriu meu ano sabático e minha viagem de volta ao mundo. O janeiro que, de certa maneira, me fez encontrar outra Fernanda e, muitas vezes, a Alicia. O janeiro que me transformou no que eu sou hoje. O janeiro que inaugurou esse blog.

sabático

Jordânia

Já se passaram 3 anos e ainda é difícil acreditar que eu não estava sonhando. Sim, tudo isso aconteceu. Em algum momento da minha vida, eu tive coragem de ir contra as regras pré-definidas pela sociedade. Ainda lembro, como se fosse hoje, de tudo que me chamaram quando anunciei a minha viagem – louca, impulsiva, extremista e Peter Pan (certamente, o meu “elogio” preferido).

sabático

Dubai

Vinte países, muitas histórias e alguns perrengues depois, ficou apenas uma certeza – enriqueci muito nos últimos 3 anos e não estou falando de dinheiro. Estou falando de experiências e vivências. Minha conta bancária realmente já foi bem melhor, assim como meu salário, porém, pela primeira vez em muitos anos me sinto realizada.

sabático

Sydney

Continuo não recomendando a experiência para qualquer um. Já falei algumas vezes que dinheiro é a parte mais fácil de ser resolvida. O problema é que o vem depois, as dores e as delícias que são onipresentes no caminho. O problema é quando você volta para a realidade e muitas vezes se torna um estranho no ninho. O problema é perceber que a felicidade está sim nas pequenas coisas da vida, mas, muitas vezes, essas pequenas coisas parecem tão melhores longe de onde você está. O problema está nas despedidas. Dar tchau para aquele seu amigo de infância que você havia conhecido há apenas 3 dias. O problema está em perder o que você considerava ser o amor da sua vida, mas que tempos depois descobriu não passar de uma paixonite aguda com duração de 10 dias.

sabático

China

É realmente impossível não mudar depois de uma experiência dessas. E também é impossível não lamentar o término dessa experiência e sonhar com as próximas.

sabático

Bali

Janeiro já acabou, mas o resto do ano vem por aí trazendo novas esperanças, como por exemplo a de ganhar na loteria e realizar todos os sonhos da vida ou de pelo menos lembrar com carinho de tudo que já foi vivido e torcer para que seja repetido em breve.

Porque na loteria da vida a gente nunca sabe o dia de amanhã e nem se o grande prêmio virá com ele. Então, só nos resta o presente e aquela vontade de viver intensamente como se não houvesse amanhã.