fbpx

Justiça devolve R$ 55 mi aos cofres públicos, desviados da obra do TRT/SP – Só Notícia Boa

Justiça devolve R$ 55 mi aos cofres públicos, desviados da obra do TRT/SP   Só Notícia Boa

Justiça devolve R$ 55 mi aos cofres públicos, desviados da obra do TRT/SP Só Notícia Boa

TRTTRTA União vai conseguir recuperar R$ 55 milhões. Esse dinheiro é uma parte do que foi desviado da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo, em 1999, no escândalo que ficou conhecido como o caso Lalau. O valor recuperado, com base em decisão judicial, é o maior já desviado por corrupção, que voltou ao cofres públicos até hoje. A informação é da AGU, Advocacia Geral da União. O dinheiro está depositado judicialmente em uma conta da Caixa Econômica Federal, mas não chega a 6 por cento do total da dívida, que era de 169 milhões há 10 anos, e agora saltou para 1 bilhão de reais, com juros e correção monetária.Os 55 milhões foram bloqueados do grupo OK, por ordem da justiça do Distrito Federal. O responsável pela obra, o grupo OK, pertence ao ex-senador Luiz Estevão, que foi cassado em 2002 por quebra de decoro parlamentar. O ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, que presidia o TRT na época, foi condenado em 2006 por corrupção passiva, estelionato e peculato, a 26 anos de cadeia por comandar o esquema de desvio de dinheiro público. Mas até hoje cumpre a pena em prisão domiciliar.Ainda cabe recurso da decisão.O ex-senador Luiz Estevão disse nesta quarta-feira que não tem interesse de questionar a devolução do dinheiro. Ele admite que sairá ganhando se pagar apenas R$ 55 milhões, do total de 1 bilhão de reais.Mas a defesa do grupo ok ainda está recorrendo da condenação principal e espera conseguir o dinheiro de volta.