fbpx

O vidro trincou. E agora? | Revista Carro

O vidro trincou. E agora?

O vidro trincou. E agora?

O que fazer? Mantenha a calma e, se necessário, reduza a velocidade ou pare o seu veículo.

O que utilizar? Tenha no porta-luvas alguns selos adesivos para colar no vidro.

Como colar? A proteção adesiva deve ser fixada na parte externa do vidro. – Publicidade –

O que fazer se o vidro trincar? Confira abaixo!

O vidro trincou

Sempre que uma trinca se formar no para-brisa, o vidro precisará ser reparado ou substituído. De acordo com a resolução 216 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), as trincas de qualquer dimensão não são permitidas na área crítica de visão do motorista e a uma distância de 2,5 centímetros das bordas externas dele, podendo ocasionar multa e perda de pontos na carteira de habilitação.

Os riscos de não fazer o reparo

Segundo a rede Carglass, a trinca pode aumentar e o vidro danificar-se por completo a qualquer momento. Além disso, o veículo cujo vidro está trincado será reprovado em uma vistoria veicular ou poderá ser multado em uma fiscalização.

A manutenção – Publicidade –

É feita em até 30 minutos. Já a troca exige mais tempo porque é necessário remover o vidro avariado e instalar um novo, varia de uma a duas horas. 

O adesivo

Distribuído em lojas de reparos, ele isola a região da trinca e evita a entrada de impurezas no interior do vidro. O selo deve sempre ser colado na parte externa do vidro. Seu uso, porém, não impede que a trinca aumente de tamanho. Cole e procure a oficina. 

O custo da troca

O valor varia de acordo com o ano e o modelo do veículo. Na rede Carglass, a peça para um Chevrolet Celta, por exemplo, é de R$ 279.