fbpx

Sporting com limites | Revista Carro

Sporting com limites

Sporting com limites

Ele fica devendo itens de esportividade, como as aletas atrás do volante para trocas sequenciais

Ao contrário das versões Attractive e Essence da linha reestilizada do Fiat Punto – que mais parecem ser um Palio grande –, a série Sporting tem personalidade impactante e faz jus ao nome. O que não combina muito com ela é a transmissão automatizada.

Com preço de R$ 51.965, o Punto Sporting Dualogic 1.8 até melhorou em relação ao anterior. A nova caixa Dualogic Plus, de cinco velocidades, está menos arisca e efetua as mudanças sem grandes “soluços”. No entanto, as respostas ainda são lentas em situações de retomada de velocidade.

Bonita e com LEDs nas lanternas, a traseira desta versão traz ponteira de escape dupla

A desenvoltura do hatch, equipado, com motor fl ex de 132 cv, melhora um pouco se o motorista optar pelas trocas sequenciais no modo esportivo (acionado por meio de um botão próximo à manopla). Mas caso queira fazê-las por aletas atrás do volante terá de pagar R$ 281. – Publicidade –

Porta-malas tem 280 litros de capacidade

Opcionais, aliás, há aos montes para o Punto Sporting: desde um básico alarme de R$ 419 até o teto solar skydome (R$ 3.860), bancos de couro (R$ 1.986) e sensor de estacionamento (R$ 610).

O compacto, ao menos, não vem “pelado”. De série há ar-condicionado, direção hidráulica, freios com ABS, airbag duplo, rodas de liga leve escurecidas de 16”, ponteira dupla e cromada do escapamento e faróis com máscara negra.

O teto solar compromete a altura do habitáculo

Com o teto solar, o Punto Sporting ganha pontos em beleza, mas a altura do habitáculo fica comprometida por causa do forro extra e baixo da cobertura.

O espaço da cabine, de modo geral, não é ruim. Quatro adultos conseguem viajar com tranquilidade e dispõem de boa ergonomia.

A cabine tem um visual moderno e excelente posição de dirigir

Quem está ao volante, exceto pelo câmbio Dualogic, não tem motivos para reclamar do carro. Os bancos e a direção vestem bem o motorista e o acabamento condiz com o preço do veículo. Também empolgam no Punto as suspensões firmes e confortáveis, assim como a desvalorização de 7,4%. Tão pequena quanto o portamalas de 280 l. – Publicidade –

 

Conclusão: Os R$ 2.370 de diferença entre o Punto Sporting manual e o Dualogic valem o investimento se você quer, a qualquer custo, dispensar o pedal da embreagem do seu dia a dia. Contudo, se a ideia é preservar o espírito esportivo da versão, compensa mais usar esse valor para agregar opcionais. Mas justiça seja feita: a nova caixa automatizada evoluiu e as trocas pelas aletas atrás do volante são divertidas. – Leandro Alvares