fbpx

Petrobras recebe propostas vinculantes para 4 refinarias

Petrobras recebe propostas vinculantes para 4 refinarias

Petrobras recebe propostas vinculantes para 4 refinarias

A Petrobras informou que recebeu propostas vinculantes para quatro refinarias, enquanto avança com seu programa de desinvestimentos de até 35 bilhões de dólares em cinco anos, que tem nas unidades de refino parcela importante.

saiba mais

Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro  9/3/2020. REUTERS/Sergio Moraes Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro 9/3/2020. REUTERS/Sergio Moraes Foto: Reuters

Segundo comunicado na noite de quarta-feira, a empresa recebeu propostas pelas refinarias Landulpho Alves (Rlam), na Bahia; Isaac Sabbá (Reman), no Amazonas; Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor), no Ceará; e Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), no Paraná.

Na nota, a Petrobras disse ainda que espera receber propostas vinculantes para as refinarias Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná, e Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul, no dia 10 de dezembro, reiterando o que afirmou no início da semana o presidente da estatal, Roberto Castello Branco.

O executivo disse ainda que a companhia espera concluir integralmente a venda das oito refinarias colocadas no plano de desinvestimentos até o final de 2021, de acordo com o compromisso assumido com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O recebimento de propostas vinculantes para outras duas refinarias –Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, e Gabriel Passos (Regap), em Minas Gerais– está previsto para ocorrer no primeiro trimestre de 2021, disse a Petrobras em nota, também conforme havia sinalizado o CEO a jornalistas.

Após a fase vinculante do processo, a sistemática de desinvestimentos prevê a divulgação da celebração de acordo de exclusividade (quando aplicável), “signing” e “closing” (conclusão).

Veja também:

Mãe e filha são feitas reféns em assalto no Bairro Universitário

Reuters Reuters – Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

  • separator
  • 0
  • comentários