fbpx

Pesquisa revela que encurtadores de URL deixam web mais lerda | Tecnoblog

Pesquisa revela que encurtadores de URL deixam web mais lerda

Pesquisa revela que encurtadores de URL deixam web mais lerda

Se você chegou aqui pelo Twitter, a página do post pode ter sido carregada quase 2 segundos mais devagar do que se você tivesse acessado pera URL própria do Tecnoblog. Essa é uma das conclusões as quais chegou uma pesquisa iniciada pela empresa WatchMouse, que mediu a confiabilidade de serviços de encurtamento de URLs na web.

Facebook: bom como rede social, péssimo como encurtador de URLs

A empresa monitorou os 14 serviços encurtadores mais usados durante o decorrer do mês, medindo a cada cinco minutos em algum dos seus servidores no mundo quanto tempo cada serviço demora para redirecionar o usuário para uma página. Tenha em mente que eles não mediram quanto tempo a página demorava para abrir, apenas o redirecionamento.

A pesquisa concluiu que os redirecionadores mais rápidos são o Goo.gl e Youtu.be, ambos controlados pelo Google, que geram um atraso máximo de pouco mais de 320 milissegundos. O mais devagar foi o Fb.me, usado pelo Facebook, que pode garantir até mais de 2 segundos perdidos na navegação do usuário. Sobre o uptime dos servidores, apenas o goo.gl e twit.tl (esse último administrado pelo Twitter) mantiveram-se no ar durante 100% do tempo monitorado. O menos confiável foi o Snurl.com, que ficou fora do ar durante 2% do tempo em que foi testado.

Snurl.com: sai do ar com mais frequência

Snurl.com: sai do ar com mais frequência

Em geral, a WatchMouse diz que encurtadores deixam a web mais devagar e podem expor o usuário a links maliciosos mais facilmente. Porém, eles trazem vantagens como a possibilidade de fazer tracking de estatísticas de clique. Fica a cargo do usuário decidir se a troca vale à pena. [Techcrunch]