fbpx

Microsoft e Amazon fazem acordo com patentes | Tecnoblog

Microsoft e Amazon fazem acordo com patentes

Microsoft e Amazon fazem acordo com patentes

Acordo: valor desconhecido.

Acordo: valor desconhecido.

A Microsoftt anunciou hoje que fez um acordo com a Amazon para licenciamento de patentes. De acordo com o comunicado feito à imprensa, a empresa de Jeff Bezos que atualmente é o maior site de e-commerce do mundo terá que pagar um valor não revelado pelo uso de Linux em servidores. Em contrapartida, a Microsoft conseguiu acesso a tecnologias ligadas ao Kindle (de código aberto e proprietárias), o leitor de e-books desenvolvido e vendido pela Amazon.

Não é a primeira vez a MS negocia acordos graças ao Linux, o sistema operacional que foi combatido pela empresa durante muito tempo (parece que hoje em dia Steve Ballmer e sua trupe aprenderam a lição). TomTom, a fabricante de dispositivos móveis ligados à localização por satélite, além de Samsung e Xerox, são empresas que já precisaram pagar à Microsoft pelo uso dessas patentes.

A Microsoft já tem mais de 600 acordos relacionados a patentes com diversas empresas. Mary Jo Foley, da ZDNet, entrou em contato com a empresa de Redmond e conseguiu que respondessem algumas perguntas (embora as respostas não sejam muito satisfatórias). “Acordos de troca de patentes são formas importantes de reconhecer e respeitar os direitos de propriedade intelectual e tornar-nos possível ser mais criativos e colaborar com outras [empresas] na indústria”, disse um porta-voz da empresa.

Quando perguntados sobre quem pagava quem, a Microsoft limitou-se a dizer que “os termos do acordo são confidenciais. No entanto, a Amazon vai pagar à MS um valor não revelado”.

Ainda falta saber o que mais foi negociado nesse acordo e como as duas empresas vão tirar proveito das patentes que poderão usar. Em especial a Microsoft, que terá acesso à forma como o Kindle funciona. Zune e-Reader em breve? Ballmer já disse que não. [Foto: Litandmore]