fbpx

Usados sem restrições | Revista Carro

Usados sem restrições

Usados sem restrições

Inspeção impede que você entre numa roubada

 

A Checkauto é uma empresa que fornece o histórico e a procedência de carros usados e seminovos para os clientes, a fim de alertá-los dos riscos antes da compra. Nesse verdadeiro dossiê, o consumidor pode verificar a “ficha corrida” do veículo, como acidentes, adulterações de hodômetro e chassi, histórico de leilão etc. 

Segundo a Checkauto – que faz parte do Grupo Dekra Brasil, líder mundial em inspeções e vistorias –, as restrições de “Veículos Baixados”, “Adulteração de km” e “Histórico de Leilão” cresceram em julho e tiveram queda em agosto. Mesmo assim, ela alerta que os carros irregulares estão cada vez mais à disposição no mercado e quem compra nem sempre detecta o seu real estado e a sua procedência.  – Publicidade –

Levando-se em conta somente essas três restrições em julho e agosto, a empresa ajudou a evitar prejuízos de cerca de R$ 2,5 bilhões para o bolso dos compradores. O item “Veículos Baixados” apontou 1,2% das consultas de julho e 0,9% em agosto. “Adulteração de km” teve 2% em julho e, no mês seguinte, 1,8%, e “Histórico de Leilão”, 8,93% e 8,91%, respectivamente.

A empresa possui um sistema que traz informações sobre o histórico de seminovos e usados.  “Antes de efetivar a compra de um usado, é preciso fazer uma pesquisa de mercado e ter paciência para evitar dores de cabeça e gastos não previstos”, afirma Luís Neca, gerente da Checkauto.

A restrição de “Veículos Baixados” significa que o modelo sofreu danos irreparáveis (um acidente de grandes proporções) e o chassi foi baixado nos cadastros do Detran, uma vez que apresentam riscos de graves acidentes. Esses carros não podem mais continuar nas ruas.

O golpe da “Adulteração de km” é uma prática contínua. “Realçamos a importância da verificação dessa restrição, considerada crime sujeito a pena de cinco anos de detenção. Há peças que precisam ser trocadas depois de um determinado tempo de rodagem e, se não forem, podem causar pane mecânica e até acidentes”, alerta Neca.

Um carro vindo de leilão não representa necessariamente um mau negócio, porém, é preciso atenção redobrada. “O ideal é analisar seu histórico e procedência realizando uma consulta e levá-lo para uma vistoria em empresas especializadas”, orienta o executivo. – Publicidade –

As restrições “Roubo e Furto em Aberto”, “Histórico de Leilão”, “Veículos Baixados”, “Adulteração de km” e “Adulteração de chassi” foram os destaques no acumulado de janeiro a junho. No primeiro semestre, a Checkauto evitou aproximadamente R$ 6 bilhões de prejuízos ao consumidor, com base em mais de 40 tipos de informações que a empresa fornece.

Maiores informações no site www.dekra.com.br.