fbpx

7 coisas pra não fazer bêbado – Só Notícia Boa

7 coisas pra não fazer bêbado   Só Notícia Boa

7 coisas pra não fazer bêbado Só Notícia Boa

bebado_1bebado_1

A revista Men´s Health deste mês traz uma matéria muito bacana sobre o que a gente é capaz de fazer depois de beber umas, outras e mais outras. E dá o alerta de 7 coisas que não devemos fazer bêbados. Eu reproduzo aqui parcialmente:…”Uma pesquisa publicada no jornal científico Physiology & Behavior, nos Estados Unidos, constatou que o álcool nos faz focar em prazer imediato e esquecer as consequências. É por essa razão que aquela morena do outro lado do bar parece ser mais atraente depois de você secar alguns copos. Acredite, sem esse líquido precioso, ela não seria tão interessante assim. Para que você não se meta em mais roubadas, montamos um guia com outras situações que podem se tornar uma baita dor de cabeça. 

  • Não exagere na porção. Toda energia que seu corpo usa, normalmente, para queimar as gorduras dos alimentos, será usada para gastar as calorias do álcool. Isso significa que qualquer caloria remanescente será armazenada como gordura. E, quanto mais gordurosos forem os acompanhamentos da sua bebida, mais gordura você estoca no corpo. Se você não quiser começar o ano lutando contra a pança, mas não consegue diminuir a quantidade de breja, pegue leve, então, nos petiscos.
  • Não entre no mar. Ao mesmo tempo, a bebida faz perder a coordenação motora e os reflexos de segurança. Uma vez no mar, não confie tanto no seu taco. Por mais que você pense que tudo está sob controle, as chances de entrar em apuros são grandes!
  • Não pratique esportes. Bebeu? Cancele o futebol do final da tarde com os amigos. Para conseguir desintoxicar o fígado limando o álcool, o organismo produz muito ácido lático – por isso a sensação de fadiga depois de um porre.
  • Não lagarteie no sol. Para que o organismo elimine todo o álcool do sangue, ele puxa mais água para conseguir fazer a dissolução. Sem hidratação, eliminamos muitos eletrólitos e sais minerais do corpo. Junto com o calor do sol, o resultado pode ser uma desidratação grave.
  • Não durma de barriga para cima. Estudo do National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism (Niaaa), dos Estados Unidos, mostra que quando bebemos muito, se agrava o quadro de quem tem apnéia, e quem nunca teve pode ter depois de beber todas e dormir de barriga para cima. Sem conseguir respirar, você acorda diversas vezes durante a noite. Isso provoca distúrbios durante o dia: sonolência, irritabilidade e falta de concentração e aumenta em cinco vezes do risco de acidentes de carro, além de arritmia, ataque cardíaco, enfarte e morte súbita.
  • Não misture com outras químicas. Álcool e drogas agem diretamente no sistema nervoso central, ou seja, levam a um estado alterado da consciência e consequentemente a mudanças de comportamento. Combinar bebida com drogas estimulantes, como a cocaína, faz com que o indivíduo necessite de doses cada vez maiores para conseguir atingir o pico de excitação. Como desfecho, casos de disfunções respiratórias ou cardíacas, que podem resultar em perda da consciência e morte.
  • Não faça sexo. No começo, as primeiras doses são capazes de deixar você desinibido e mais aceso para o sexo. Depois de outras tantas biritas, o álcool inibe a libido, impossibilitando até de o homem ter uma ereção. Mesmo conseguindo se erguer, as chances de você se lembrar do preservativo vão para a estaca zero. Isso pode colocar em xeque sua saúde em xeque. Isso sem falar na reputação.