fbpx

Onix com câmbio automático | Revista Carro

Onix com câmbio automático

Onix com câmbio automático

O Chevrolet Onix entrou na linha 2014 e, como principal novidade, passou a contar com câmbio automático de 6 marchas como opcional para as versões LT e LTZ. A novidade tem um lado animador e outro nem tanto. Durante nossa avaliação, a caixa mostrou ser a melhor opção para aposentar a perna esquerda na hora de dirigir, entre os hatches populares oferecidos atualmen­te no Brasil. Por outro lado, a versão LT com o item custará R$ 43.390, enquanto a configuração LTZ terá preço de R$ 47.190.

Embora a Chevrolet não confirme, os preços divulgados deixam a entender que o câmbio automático só será ofere­cido nos pacotes opcionais mais caros, tanto na LT, quanto na LTZ (até então vendida sem opcionais). É uma tática diferente da adotada pela Fiat com o Dualogic e da Volkswagen com o I-Motion (ambos ro­botizados), em que o cliente pode optar apenas pelo câmbio robotizado. Outro fator que pode dificultar a vida do Onix LTZ automático é o preço: o Ford New Fiesta 1.6 16V SE com câmbio de dupla embreagem, embora seja um pouco menor, tem controle de estabilidade, as­sistente de partida em rampas, é de um segmento superior e custa R$ 48.990.

Na hora de trafegar, a principal novi­dade do Onix mostrou bom casamento com o motor 1.4, mas tem algumas limi­tações. Embora funcione com um nível de precisão superior ao de um câmbio robotizado, algumas das trocas de marcha e reduções, quando o motorista exige mais do motor, podem ser um pouco abruptas.

Segundo Paulo Reidel, diretor de en­genharia de produto da GM, o câmbio utilizado no Onix é a segunda geração do GF6, o mesmo de Cruze, Cobalt e Spin. “Ele usa um novo sistema hidráu­lico mais preciso, que permite trocas de marchas mais rápidas, tanto para cima quanto nas reduções”, explicou Reidel.

O preço cobrado pelo conforto tam­bém vem no ligeiro aumento do con­sumo de combustível (7,9 km/l de etanol em ciclo urbano e 11,7 km/l em rodovias, contra 8,3 km/l e 12,4 km/l, respectivamente, do manual) e nas acelerações mais contidas. No trânsito diário, porém, as virtudes da novidade acabam superando os pontos fracos.

Conclusão

Média final: 6,8

A GM espera que 10% das vendas do Onix sejam da versão automática, mas está pronta para aumentar esse mix. O câmbio automático de seis marchas vem como diferencial para o hatch; só ele tem essa tecnologia no segmento.

Nossas medições

Aceleração 0-100 km/h: 12s9

Retomada 60-120 km/h em Drive: 14s2

Frenagem 80 a 0 km/h: 25,4 m

Consumo cidade: 7,9 km/l

Consumo estrada: 11,7 km/l

Ruído a 120 km/h em 5ª (dB): 68,8

Dados do fabricante

Motor 4 cil., diant., transversal, flex; Cilindrada 1.389 cm3; Potência 106 cv (e) e 98 cv (g) a 6.000 rpm; Torque 13,9 kgfm (e) e 12,9 (g) a 4 800 rpm; Câmbio automático, 6 marchas; Tração dianteira; Comprimento 3,93 m; Largura 1,70 m; Altura 1,48 m; Entre-eixos: 2,52 m; Porta-malas: 280 l; Peso 1.070 kg