fbpx

Reparação rápida da pintura | Revista Carro

Reparação rápida da pintura

Reparação rápida da pintura

Chuva, sol, poeira e pedriscos. Impossível seu carro passar imune por tudo isso. Ao menos é possível reparar de forma rápida os tradicionais danos causados à pintura. O procedimento para qualquer parte do veículo basicamente é o mesmo.

Primeiramente, a peça é lixada e, em seguida, é feita a limpeza com desengraxante para eliminar possíveis resíduos. Depois, aplica-se o primer (deixando a peça em tom cinza) para facilitar a aderência da tinta. Por fim, é feita a pintura e, após a secagem, o polimento. O preço varia conforme a empresa contratada e de acordo com os danos e as partes envolvidas. O tempo do serviço também varia, mas gira em torno de quatro dias para uma lateral completa.

Dica número 1.

Antes de iniciar o processo de pintura, é importante verificar se o local escolhido para o trabalho não conta com sujeiras no teto e nos arredores para que o resultado não seja prejudicado. Em seguida, é feito o desmonte das peças.

 

 

 

Dica número 2.

Depois que algumas partes do automóvel são retiradas para facilitar o trabalho do profissional, o passo seguinte é a vedação de vidros e outras peças. As áreas podem ser cobertas com papel ou qualquer outro tipo de material maleável.

 

 

 

Dica número 3.

Assim que a tarefa de vedação do carro é terminada, todas as partes que deverão ser pintadas são lixadas. O processo é rápido, mas exige experiência, pois a superfície precisa ficar totalmente nivelada para receber o primer.

 

 

 

Dica número 4.

 

 

 

 

 

Com a peça lixada, o primer (1) é aplicado com uma pistola. O produto tem como função facilitar a aderência da tinta. Em seguida, a peça é lixada novamente (2) para que todo tipo de resíduo seja removido. Depois, é aplicado um produto desengraxante (3) na parte que será pintada para que a área fique totalmente limpa.

Dica número 5.

Depois de terminadas todas as etapas anteriores, finalmente é realizado o processo de pintura. O trabalho é feito com pistola, cuja pressão deve ser calibrada adequadamente para que a tinta não escorra. Uma boa iluminação também é importante.

 

 

 

Dica número 6.

sPor fim, depois que a tinta está seca, toda a área trabalhada é polida com uma máquina específica para esse tipo de serviço. Somente após o polimento é possível detectar de maneira minuciosa possíveis imperfeições na lataria.