fbpx

Como é pular de paraquedas na Nova Zelândia

Como é pular de paraquedas na Nova Zelândia

Como é pular de paraquedas na Nova Zelândia

Uma das coisas mais legais que fiz na minha volta ao mundo foi pular de paraquedas na Nova Zelândia. Eu estava com muito, mas muito medo.

Meu vídeo chega a ser algo digno de sessão da tarde: muita comédia. Eu estava nervosa, mas sabia que seria bem seguro.

Eu tive 5 minutos de “treinamento”. Eles ensinam a posição “banana” que você tem que pular e que na hora da aterrissagem, você tem que levantar as pernas para não correr o risco de quebrá-las. Eu fiz tudo isso.

A sensação é ótima, mas senti pânico em 2 partes: lá em cima quando percebi que o avião estava alto demais e quando eu já estava literalmente para fora do avião e o meu instrutor ainda tava dentro do avião. Eu estava pendurada nele. Ali deu medo, tanto é que fechei meus olhos e pensei – seja o que Deus quiser!  A queda passa muito rápido. No meu caso, foi quase 1 minuto de queda livre e na minha cabeça pareceram apenas 5 segundos. Não consegui pensar em nada durante a queda, a única coisa que passou na minha cabeça é que aquilo era muito rápido. Eu tava tão transtornada que na hora que ele bateu no meu ombro e me “liberou” para abrir os braços e fazer aquelas palhaçadas que todo mundo faz, eu nem entendi direito e fiz apenas um sinal de positivo. Eu achei que o carinha que tava me filmando, iria voltar. Oi??? Onde eu tava para achar que a gente iria se encontrar de volta no meio daquela queda livre?

Quando eu cheguei no chão, ainda tremia um pouco por causa da adrenalina. Mas depois que cheguei no hostel e comecei a falar com a galera, cheguei à conclusão do quanto foi irado e de como preciso fazer de volta. Estou estudando e em breve, espero pular de volta. Morri de medo, pulei e recomendo. É um sentimento muito legal, de liberdade mesmo.

Informações

Paguei N$599 pelo pulo +DVD e fotos. Preço em dólares neozelandeses