fbpx

Ilha Norte da Nova Zelândia

Ilha Norte da Nova Zelândia

Ilha Norte da Nova Zelândia

Atualizado em 23 de dezembro de 2017

A Nova Zelândia é dividida em duas ilhas: Ilha Norte e Ilha Sul. Visitei a Ilha Norte em junho (inverno) e a Ilha Sul em novembro (primavera). As duas ilhas são lindas, mas se só puder escolher uma, escolha a Ilha Sul sem medo de errar.

Desci em Auckland, que é a maior cidade da Nova Zelândia e tem uma população de 1,5 milhões de habitantes (e o país inteiro tem pouco mais de 4 milhões).

Indo direto ao ponto: Auckland não é o que você espera da Nova Zelândia. Seria mais ou menos como visitar São Paulo no Brasil e estar em busca de praias bonitas ou de lindas paisagens. Auckland lembra bastante Londres (principalmente por causa da arquitetura) e por ter muita coisa mais antiga.

Bom, o que eu mais gostei lá foi o Mt. Eden, um morro em que você tem uma visão 360 da cidade. E, para ser honesta, a vista do Mt. Eden é mais bonita do que a vista da Sky Tower. A diferença é que o Mt. Eden é grátis.

Auckland

Mt. Eden, Auckland

Visão panorâmica do Mt. Eden

Lá em Auckland, eu peguei o ônibus Kiwi Experience. Expliquei aqui quais são as melhores maneira de se viajar pela Nova Zelândia. Nossa primeira parada foi a Península de Coromandel. O lugar é lindo, muito lindo mesmo.

Coromandel

Coromandel, Nova Zelândia

Coromandel

Cathedral cave, Nova Zelândia

Cathedral Cave

Passamos uma noite na região e depois seguimos para Rotorua, que também é conhecida como cidade do enxofre, por causa do mau cheiro que vem, como o nome diz, do enxofre. Lá em Rotorua você pode fazer diversas atividades relaxantes, aproveitando as termas ou conhecer um pouco mais sobre os primeiros moradores do país, os maoris.

Nós fomos num show de Maori (que é bem turístico), mas achei super legal. Tudo bem que é feito para turista, mas dá para sentir um pouco as tradições do povo e como era a vida deles na Nova Zelândia antes da chegada dos europeus. No valor do ingresso do show, está incluso um jantar que é muito bem servido e eu achei delicioso.

Rotorua

Rotorua

Geysers, lama borbulhante e cheiro de enxofre por toda parte

lago de rotorua

O lago de Rotorua

Maori Nova Zelândia

Show Maori

Depois, seguimos para Waitomo, que é bastante conhecida por suas atividades relacionadas à caverna. A caverna é super famosa por causa dos glow worms, os pirilampos. Ela é toda iluminada por causa dos bichos. E sabe o que é pior? O que brilha mesmo é a merda (literalmente) dos bichos.

Bom, acabei optando por fazer o Black Rafting, que é um rafting que você faz dentro da caverna (no escuro) e embora tenha escolhido a versão “light”, o rafting me deu medo, muito medo. Arrisco a dizer que senti mais medo durante o rafting do que no pulo de paraquedas. Quem gosta de adrenalina, vai amar a versão “extreme” desse rafting.

Waitomo Caves

Rafting Waitomo Caves

Nosso rafting dentro da caverna

 

rafting waitomo caves

E a foto profissional, mas não se engane, porque não é tão brilhoso assim

E aí finalmente seguimos para o que eu considero ser a cidade mais legal da Ilha Norte: Taupo. A cidade é muito bacana, cheia de barzinhos, tem um lago lindo e é a capital da adrenalina na Ilha Norte. Expliquei nesse post o que compensa e o que não compensa fazer de esporte radical em Taupo. Mas, na minha opinião, o verdadeiro destaque de Taupo são as Huka Falls. Elas não são tão grandiosas como as Cataratas do Iguaçu, mas a cor é de tirar o fôlego e a correnteza também.

Taupo

O lago de Taupo, Nova Zelândia

O lago de Taupo

 

Huka Falls, Nova Zelândia

Huka Falls. Lindo demais!

Huka Falls

No detalhe

Achou bonito? E o mais incrível é que a Ilha Sul consegue ser ainda mais bonita.