fbpx

Como viajar barato pela Europa

Como viajar barato pela Europa

Como viajar barato pela Europa

Atualizado em 23 de dezembro de 2017

As pessoas vivem me perguntando como viajar barato pela Europa e automaticamente já respondem – vou viajar de trem.

Cuidado! Nem sempre o trem é a alternativa mais barata para viajar pela Europa. Eu acredito que os brasileiros são fascinados por trens porque não temos trens no Brasil. Eu sinceramente não gosto deste tipo de transporte, principalmente os trens noturnos, mas essa é uma opinião minha e não significa que o trem não seja um bom meio de transporte. 

Já conversei com muitas pessoas e muitas ainda tinham dúvidas de como funcionavam os trens, então resolvi postar algumas coisas aqui, porque vai que alguém também tinha a mesma dúvida. Não sei se todo mundo sabe, mas não existe check-in no trem. Você chega na plataforma e espera o trem chegar. É você que carrega suas malas para dentro do trem e não tem ninguém para te ajudar. Lá dentro do trem, é você que terá que colocar suas malas nos espaços devidos. Nem todos os trens possuem espaços  para malas que ficam na mesma altura das cadeiras. Na maioria deles, você terá que colocar suas malas em cima dos assentos (estilo avião). E se você estiver bastante carregado, vai sofrer bastante para fazer isso. Trens noturnos são bastante conhecidos pelos assaltos de bagagem. Conheço muita gente que já teve suas coisas roubadas, enquanto dormia no trem. É bom tomar cuidado e dormir com seus bens mais valiosos. Dinheiro deve estar sempre no money belt e sempre na cintura por dentro da calça. Máquinas fotográficas, ipods, celulares e tudo de valor que você esteja carregando, devem estar em uma bolsa ou mochila pequena e você deve dormir muito próximo a essa mochila (eu fazia a mochila de travesseiro).  Já viajei de trem na Europa e já viajei muito de ônibus também. As estradas são boas, mas os ônibus deixam bastante a desejar. Qualquer modelo de lá é bem pior do que o modelo convencional do Brasil. A vantagem é que o ônibus é barato. Já fui de Londres para Edimburgo, Londres para Amsterdam, Lisboa para Madrid, Lisboa para Sevilha, Praga para Budapeste, tudo de ônibus. E como achei as empresas de ônibus? Digitei no google – bus from London to Edimburgh, London to Amsterdam e por aí vai. Fica a dica – digitando em inglês, os resultados da busca são sempre maiores. Se você planejar sua viagem e roteiro com antecedência, é possível economizar bastante dinheiro comprando passagens aéreas com as cias low cost da Europa. Elas possuem várias restrições, principalmente quanto a bagagem e tudo é pago à parte, mas eu já viajei e despachei mala por menos de 30 euros o trecho.

Eu prefiro a Easyjet, mas por mais que o pessoal adore falar mal da Ryanair, ela entrega o que promete. Vôos baratos e todo o resto é comprado a parte. Paga-se por tudo dentro dos vôos, já vou avisando. Não existe lanchinho grátis ou qualquer conforto extra. Paga-se desde o check-in até as malas que serão despachadas. E o limite de malas dentro da cabine é levado a sério – apenas 1 volume por passageiro. E bolsa conta como volume, só para constar. Prepare bem sua mala da cabine, pois ela será medida, às vezes será pesada e se estiver em desacordo com as normas da cia, você terá que pagar para poder entrar no avião. Outro ponto que as pessoas adoram reclamar é que os aeroportos são periféricos e gasta-se mais com o transporte do aeroporto até o centro da cidade do que com a passagem aérea. Isso é verdade para muitos vôos da Ryanair, mas nem sempre é verdade para a Easyjet. Faça as contas. Utilize um motor de busca  para pesquisar o preço das cias tradicionais. Depois, compare com os preços das lows cost e veja qual vale mais a pena. Nem sempre voar é o meio mais barato, ai existem os trens e os ônibus. * Existem muito mais cias low cost na Europa. Esse site permite a busca em várias delas. 

E você? Viajou como pela Europa?