fbpx

Tóquio

Tóquio

Tóquio

Atualizado em 23 de dezembro de 2017

Tóquio pode até assustar num primeiro momento e parecer confusa, mas depois que você entende o esquema do metrô, tudo vai ficando mais fácil. E foi a primeira megalópole que visitei que senti que as pessoas eram realmente prestativas e estavam sempre dispostas a ajudar os turistas.

O metrô de Tóquio é um dos poucos lugares em que tudo está escrito em inglês e japonês. O grande segredo do metrô não é só anotar o nome das estações que você tem que descer, mas o nome das saídas que te levarão para as atrações turísticas. E por incrível que pareça, o metrô de Tóquio nem é tão caro assim. Por um equivalente a U$15, você pode andar o dia inteiro, em todas as linhas (menos a do aeroporto). Para efeitos de comparação, em Sydney só para chegar no aeroporto via trem (eles não tem metrô) você gasta o equivalente a U$15 e o aeroporto fica a apenas 3 estações do centro da cidade.

Como todo mundo diz, os templos de Tóquio são de fato decepcionantes (comparando com os outros que existem no Japão obviamente). Para quem já visitou Curitiba, a Praça do Japão lembra bastante o templo Sensoji. Como o templo não tem tantos detalhes, ficamos muito menos tempo do que imaginávamos por lá.

Sensoji

 

Sensoji

Sensoji

Até então, eu não tinha achado Tóquio tão lotada e tão louca assim, mas minha opinião mudou após o cruzamento de Shibuya. Só para explicar: nos horários de pico atravessam juntas 3.000 pessoas. É um negócio surreal. Fiquei uns 10 minutos tentando entender da onde saía tanta gente. O google me ajudou e descobrir que em Tóquio moram mais ou menos 12 milhões de pessoas e aparentemente japonês adora ter filhos, porque você vê muitas crianças na rua. Então é capaz desse número ser maior ainda.

Shibuya Crossing

Shibuya

 

Shibuya Crossing

 

Outra região que vale a visita é a região de Harajuku, onde fica o templo Meiji. Durante os finais de semana, vários noivos vão até lá para tirar fotos. É muito legal.

Templo Meiji

Meiji

Outra atração imperdível na cidade são os jardins do palácio imperial. É lindíssimo.

Jardins do Palácio Imperial

jardins do palacio imperial

 

jardins do palacio imperial

Para ver a cidade do topo, a grande dica é visitar o observatório TMG. Existem dois observatórios – o norte e o sul. Vale a pena ir nos dois, porque é de graça. Se você já esteve no Empire State de Nova York, por alguns segundos, vai achar que a visão é bem parecida. Mas aí você vai ver os letreiros em japoneses e perceber que está no Japão. É bom chegar um pouco antes do pôr-do-sol para ter uma visão de dia e noturna.

Observatório TMG

observatorio

E a Tóquio que todo mundo quer conhecer cheia de neón e telas de LCD fica no bairro de Shinjuku. Vale a pena visitar esse bairro de noite para conferir de perto todo o festival de luzes.

A Torre de Tóquio também é bastante famosa, mas eu não achei muito interessante. Diria para você ir só se estiver com tempo sobrando.

Torre de Tóquio