fbpx

“Ou ele bebeu ou está drogado.” Vice do Flamengo ataca Abel Braga – Prisma – R7 Cosme Rímoli

imagem28-06-2020-06-06-59

imagem28-06-2020-06-06-59

imagem28-06-2020-06-06-00

“A gente discutia internamente que ele devia estar de sacanagem”, Bap

Flamengo

São Paulo, Brasil

“Ele não conseguiu dar um padrão tático, técnico ao Flamengo, à altura do que a gente esperava. (…)

“Aí ele foi se desgastando, foi se desgastando.(…)

“A gente entendia que o ciclo do Abel iria acabar, e iria acabar rápido.

“Mas era 70% por causa dele.

“Houve um momento que a gente (diretoria) achava, e discutia internamente, que ele devia estar de sacanagem.

“A gente (diretoria) olhava ele dando entrevista e falava ‘cara, tem alguma coisa que a gente não está entendendo’.

“Ou ele bebeu ou está drogado.

“Não é possível que ele esteja falando o que está falando.

“Falar que o Beira-Rio é lindo, muito mais bonito que o Maracanã.

“Falar que perder é normal.

“Perder é normal para o Inter.

“Perder é normal para o Atlético Mineiro.

“Falar o que ele falou com o time jogando mal.

“A impressão é que ele estava forçando uma saída.”

O vice-presidente de Relações Externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, extrapolou.

Desrespeitou profundamente Abel Braga.

Em entrevista ontem ao blog “Ser Flamengo”, Bap usou termos que são inadmissíveis a um treinador campeão do mundo, da Libertadores, Brasileiro.

Abel Braga. Campeão do mundo com o Internacional, em 2006

Abel Braga. Campeão do mundo com o Internacional, em 2006

Internacional

Com 35 anos de carreira como técnico.

Aos 67 anos, Abel pode ter acumulado trabalhos ruins, nos últimos anos.

Ele sofreu um baque terrível, com a morte do seu filho João Pedro, em 2017.

Mesmo assim seguiu trabalhando.

Foi, inclusive, campeão carioca com o Flamengo, em 2019.

Abel Braga foi campeão carioca com o Flamengo em 2019. Desrespeito à toa

Abel Braga foi campeão carioca com o Flamengo em 2019. Desrespeito à toa

Flamengo

Bap tem chances de suceder Rodolfo Landim e assumir a presidência do clube carioca.

E jamais poderia usar os termos ‘bêbado ou drogado’ para Abel Braga.

É um ataque forte demais.

E que exige provas.

Bap passou de todos os limites.

Não só se expôs.

Expôs o ambiente do Flamengo.

Um candidado a presidente de um clube tão importante precisa se controlar.

Saber que suas palavras repercutem.

Mesmo com a repercussão nas redes sociais, Bap nem tentou se desculpar.

 Desrespeito gratuito.

Desnecessário.

E que não pode passar em branco…