fbpx

Prefeituras desmentem governador de Minas sobre “lockdown” – Notícias – R7 Minas Gerais

Prefeituras desmentem governador de Minas sobre

Prefeituras desmentem governador de Minas sobre

Uberlândia restringiu comércios, o que não é lockdown

Uberlândia restringiu comércios, o que não é lockdown

Secom / Divulgação

Ao contrário do que afirmou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), durante uma transmissão online em seu perfil no Facebook, as cidades de Uberlândia, Araxá e Patos de Minas não decretaram “lockdown”.

O exemplo foi dado pelo chefe do Executivo mineiro para dizer que cabe, não ao Estado, mas aos prefeitos de cada município, decretar o fechamento completo e restringir a circulação de pessoas para tentar conter o avanço dos casos de covid-19 na cidade. 

Entenda o que é lockdown e quando é necessário adotar essa medida

— Hoje, diversas cidades, como Uberlândia, Patos de Minas e Araxá já estão em “lockdown”. A situação é vista regionalmente, por cidade, e depende da situação de cada região. Os prefeitos têm sido orientados para fazer o que é melhor e deixar a população segura. O “lockdown” em todo o Estado é difícil acontecer, mas é possivel regionalmente, como já vem acontecendo.

Veja também

Ao contrário do que afirmou o governador, nenhuma das três cidades decretou “lockdown”, apesar do aumento do número de casos e óbitos relacionados à covid-19. 

Restrições

Uberlândia, segundo maior município do Estado, com 690 mil habitantes, adotou restrições no início da semana, com a abertura, apenas, de serviços considerados essenciais. Dentre eles estão não só supermercados, farmácias e postos de combustíveis, mas também serviços de call center e hotéis. 

Alguns outros estabelecimentos comerciais, que não são essenciais, podem continuar funcionando, desde que com horário reduzido. 

Em Patos de Minas, as medidas vão valer a partir do próximo sábado (27), com retorno da abertura do comércio à onda verde, do programa Minas Consciente, que orienta a abertura somente dos serviços essenciais. 

No caso de Araxá, a prefeitura divulgou uma lista com as atividades autorizadas a abrir nesta semana, sem restrição de dias e horários. A lista inclui não comércios essenciais para o dia a dia, mas feiras livres, estúdios de pilates e RPG, dentre outros.  

No entanto, as medidas tomadas pelas três prefeituras estão longe de serem caracterizadas como “lockdown”. A palavra caracteriza uma medida mais radical do que a quarentena, que já foi adotada em diversas cidades. Com o “lockdown” a circulação das pessoas deve ser reduzida e, em alguns casos, é preciso apresentar justificativa para sair de casa. 

Confusão

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Governo de Minas que respondeu que, na verdade, o governador quis dizer que os municípios recuaram, nesta semana, na abertura de seus comércios.

E que as prefeituras atuaram de acordo com os protocolos do programa Minas Consciente, que orienta que, em toda a região, os municípios só abram comércios considerados essenciais.