fbpx

Justiça do Rio nega pedido de prisão domiciliar para Queiroz

Justiça do Rio nega pedido de prisão domiciliar para Queiroz

Justiça do Rio nega pedido de prisão domiciliar para Queiroz

A Justiça negou o pedido para substituir a prisão preventiva de Fabrício Queiroz por prisão domiciliar, segundo informou neste sábado, 20, o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ). O pedido havia sido apresentado na Sexta-feira (19) pelo advogado Paulo Emílio Catta Preta, defensor de Queiroz.

saiba mais

Ex-assessor parlamentar do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), ele foi preso na quinta-feira, dia 18, e está no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu (zona oeste do Rio). O advogado alegou que Queiroz se recupera de um câncer e, em razão de seu estado de saúde, deveria cumprir prisão domiciliar.

O pedido foi distribuído à 3ª Câmara Criminal do TJ-RJ e coube à desembargadora Suimei Meira Cavalieri julgá-lo. Ela negou o pedido, segundo a assessoria de imprensa do TJ do Rio. O mérito do habeas corpus será julgado futuramente pelo colegiado da 3.ª Câmara Criminal.

Veja também:

Bolsonaro já admitiu que Wassef era seu advogado

Estadão

  • separator
  • 0
  • comentários